RSS
 

Arte GLS – Exposição – As cores do Arco-Íris

21 jun

 

Em cada uma de suas obras, os artistas procuram demonstrar como a arte é essencial ao ser humano e como ela pode aproximar as pessoas ao mesmo tempo em que traz uma reflexão sobre a relação sexual e afetiva entre pessoas do mesmo sexo.

Obras de Daniel Pereira, Dora Alice Belluzza Veira, Maria Inês de Angellis, Maria Regina Peralta, Maria Rita de Souza, Marina Zanirato, Osvaldo Nascimento, Regina Paixão, Sol Vilas Boas, Terezinha A. Damante e Vera Clavijo.

Serviço:

Casa das Rosas
De 18 a 27 de Junho de 2011
Av. Paulista, 37
(11) 3285-6986
wwww.casadasrosas-sp.org.br

 

Literatura LGBT


Parada Gay 2011 em São Paulo com Bate-Papo

20 jun

Na sexta-feira dia 24/06, antes da Parada Gay de São Paulo, você poderá conversar com os escritores Anita Costa Prado, Fabrício Viana, Guilherme Junqueira, Irineu Ramos, Kadu Lago e Paulo Roberto em um bate-papo informal sobre a Literatura GLS no Casarão Brasil.

Quer escrever um livro? Desenhar? Produzir romances? Saber mais sobre a vida dos escritores? Adquirir uma obra autografada? Receber dicas de como publicar um livro? Esta é a sua grande oportunidade. O evento é gratuito mas tem vagas limitadas. Você precisa confirmar presença por e-mail até o dia 23/06.

Participe!

Serviço:

Bate-papo informal com a Literatura GLS
Local: Casarão Brasil – Rua Frei Caneca, 1057 (próximo ao metrô Consolação)
Horário: Das 19h as 21h.
Entrada Franca.
Vagas limitadas.
Confirme enviando seu nome e telefone para o e-mail fabricioviana1977@gmail.com

 

Literatura LGBT


NOITE DE AUTÓGRAFOS – DIREITO HOMOAFETIVO

05 jun

A Casa do Advogado (OAB Santo André) convida para a “Noite de autógrafos com obras exclusivas sobre Direito Homoafetivo” nesta quarta-feira, dia 08 de Junho, as 19h.

Autores convidados: Anita Costa Prado, Fabricio Viana, Irineu Ramos, José Luiz Ragazzi, Luana Maniero Moreira, Luciana Pereira, Manoela Alcântara, Marli Porto, Paulo Roberto Iotti Vecchiatti, Priscila Agapito e Viviani Girardi.

Data / Horário
08 de junho (quarta-feira) – 19 horas

Local
Casa do Advogado de Santo André
Av. Portugal, 233 – Centro

Inscrições / Informações
Fone: (11) 4992-7933 – E-mail: secretaria.stoandre@oabsp.org.br
Site: www.oabsa.org.br

LIVRARIA CAASP SANTO ANDRÉ
Fone: (11) 4990-2254 – e-mail: santoandre@caasp.org.br

Promoção
38ª Subseção – Santo André
Presidente Dr. Fabio Picarelli

Coordenação
Comissão dos Estudos dos Direitos da Diversidade Sexual e Homoafetividade
Dra. Eliane Ferreira de Laurentis
Dr. Clovis Hernandes

Apoio
Livraria CAASP Santo André
Livraria do Fórum
Editora GLS

 

Literatura LGBT


Livros sobre Homossexuais. Curtiu isso?

28 fev

Hoje de manhã (exatamente as 4:45, quando acordei para trabalhar), fui atualizar rapidamente meu perfil do Facebook e vi que entre os livros que eu gostava não tinha a foto do “O Armário” (meu livro). Comecei a fuçar e descobri que eu tinha que criar uma “página” e convidar amigos para “curtir“. Não sei qual a utilidade disso mas, depois que vi o filme “A rede social” sobre a história do Facebook fiquei literalmente apaixonado por esta rede social. Parece que ela une twitter, blog, comentários de amigos, fotos, eventos, tudo em um lugar só. Tanto que – aparentemente – todos os outros ficaram em segundo plano na minha vida. Enfim, vai entender.

Quem puder entrar la e dar uma força, o link da página pra “curtir” é:
http://www.facebook.com/pages/O-Arm%C3%A1rio/113806998697263

De resto é isso. Hoje volto a trabalhar, a ir para academia e pegar firme na pós-graduação (já cheia de trabalhos para entregar). Vou passar, no mínimo, umas 19 horas fora de casa. Correria total e, de certo modo, longe da Internet e dos meus super amigos. Mas.. tudo tem um preço…

Boa semana a todos! :-)

 

Literatura LGBT


Se joga! Carnaval Gay em Sampa!

24 fev

 

Como cito no O Armário o carnaval nada mais é que a “festa da carne”, um momento da sociedade encher a cara, se libertar da castração e usar e abusar do PRAZER (com consciência e responsabilidade, claro!). Em São Paulo, voltado pro público gay, tem a tradicional festa da Banda do Fuxico (idealizado pelo amigo Roberto Mafra). Um trio elétrico percorre as ruas da cidade e todos dançam e se divertem com muita alegria e descontração. Se você nunca foi, vale a visita e a curiosidade. Tem policiamento e, pelo que entendi no convite acima (que acabei de receber por e-mail), teremos o lançamento da campanha “Sampa Na Luta Contra a Homofobia“. Então gatinhos e gatinhas, héteros, bissexuais, homossexuais, assexuados, etc. Todos estão convidados. Chamem seus amigos. Largo do Arouche fica próximo da estação República do Metrô. Vejo vocês por lá. :-)

 

Literatura LGBT


Bissexualidade e as variações sexuais….

16 fev

Não sei quantas vezes falei sobre isso publicamente mas aqui estou eu de novo. É uma dúvida recorrente. Sempre chegam e-mails com as mesmas dúvidas então, vamos lá: Gays podem ficar com mulheres? Claro que podem! Assim como heterossexuais podem, também, ficar com pessoas do mesmo sexo. Precisamos entender que a sexualidade humana não é uma caixa fechada e rígida. E que segundo vários estudos, incluindo a Escala Kinsey (figura acima), produzida por Alfred Kinsey (quem puder assista o filme sobre sua vida chamado Falando sobre Sexo) fala justamente disso. Segundo ela, apenas alguns indivíduos são EXCLUSIVAMENTE heterossexuais ou homossexuais (e permanecem assim por toda uma vida). E que entre uma polaridade e outra existem as variações. Tem homossexuais que já transaram em algum momento de sua vida com pessoas do sexo oposto. Assim como heterossexuais que transaram em algum momento de sua vida com o mesmo sexo. Tem outros que o fazem com mais frequência. A teoria é longa e interessantíssima. Ainda mais se contarmos com a identidade sexual, que é como você se apresenta publicamente (e que não necessariamente diz – realmente – quais são suas preferências sexuais). Por isso tem muito bissexual, por exemplo, com identidade sexual de heterossexual, mas que transa com os dois sexos. Assim como eu conheço gays que tem identidade sexual de gay mas também transa com os dois sexos.

Pode ser muita informação para algumas pessoas em tão poucas linhas. Mas, só para terem ideia de que tudo na sexualidade humana é possível. E não é porque você é gay que você não poderá transar com sua amiga mulher. E não é porque você é heterossexual que você não poderá transar com seu amigo ou amiga do mesmo sexo. Se acontecer, porque não? Sexo é bom e como já vem dizendo Wilhelm Reich desde a década de 50 (quem puder leia seu livro A função do Orgasmo) sexo é saudável. Segundo ele, um bom orgasmo, intenso e significativo, promove um relaxamento corporal de vários dias, promovendo a saúde psíquica e mental dos envolvidos. Sejam eles homens ou mulheres. Seja com heteros, homossexuais ou bissexuais.

Então parem de ser “tão encanados” e comecem a curtir mais a vida. Sem medo, sem culpas mas com responsabilidade (camisinha sempre). O resto… é resto… ;-)

 

Literatura LGBT


Philipe de Araujo e a Saida do Armário – Livro

15 dez

O Philipe de Araújo tem um VLog (Blog em Vídeo) no Youtube e publicou nesta semana um post especial sobre meu livro O Armário. Ficou muito bacana embora ele não tenha se aprofundado muito (e nem tem como se aprofundar em um post, justamente por isso ele é um livro! risos). Super recomendadíssimo. Edição perfeita. Para assistir, visite o link http://www.youtube.com/watch?v=tioFJ7OrCfk ou dê um play abaixo! :-)

Espero que gostem! Philipe, super obrigado! Ficou ótimo! Valew mesmo! E já recebi visitantes e novos leitores graças ao seu vídeo. Muito bom! :-)

 

Literatura LGBT


Saindo do Armário

15 dez

Leia a entrevista exclusiva que dei para o Blog Queer As Folk – Brasil sobre meu livro e a  “Saída do Armário“. Para ler clique aqui ou, caso o link esteja fora do ar (pelo que percebi o link não é permanente), tem um espelho aqui:

http://fabricioviana.com/saindodoarmario

:-)

 

Literatura LGBT


Arnaldo Jabor ataca Skinheads – Inveja dos Homossexuais

10 dez

“Amigos ouvintes, hoje eu falo para os canalhas, esses canalhas skinheads que estão atacando os homossexuais indefesos na Avenida Paulista, nas madrugadas violentas de são Paulo.Ouçam: vocês são uns covardes, vagabundos, vocês uns boçais que atacam nos homossexuais a miséria sexual que vocês têm dentro. Solitários, desamados por homens e mulheres, vocês tem ódio da liberdade dos gays, da coragem que tiveram de assumir sua identidade sexual. Vocês tem inveja deles porque não tem identidade alguma. Eles são muito mais corajosos que vocês que vivem trancados no medo e no ódio. Vocês invejam nos gays a sensibilidade que desenvolveram como minorias, sensibilidade que vocês nem atingem.Se vocês morassem no Irã seriam pelo apedrejamento da Sakineh. vão para lá! Vão para o Irã! O colega de vocês, aquela boneca reprimida, Armadinejad, disse que lá não há homossexuais.Ou então porque que vocês não vão atacar lá no Rio de Janeiro, na praia gay em Ipanema?Há um tempo atrás, um bando de pit boys resolveu bater naquelas bonecas malhadas fortíssimas de bigode. Eles souberam, ergueram a bandeira colorida e esperaram. Pra que? Deram tanta porrada nos playboys que eles acabaram chorando sentados no meio fio, eh… Viraram pit lulus.É isso tenho saudades de Madame Satã, aquela grande bonecona guerreira, que chamava para o pau uma patrulha inteira da polícia especial e depois ia cantar num cabaré da lapa: Cadê Mimi cadê Mimi! Eh, é isso ai.” (Arnaldo Jabor)

 

Literatura LGBT


Leia A Cama na Varanda

08 dez

Não sei, nunca postei os livros que estou lendo ou que gostaria de ler. Uma vez, quando jovem, pensei em listar nomes em um caderno para que, depois de anos, desse uma olhada em quantos livros eu já tinha lido. Pura bobagem. O que importa é o que você aprende com eles, não a quantidade que você leu. Posso ler muitos e não aprender nada. Mas enfim, fato é que, alguns são realmente fundamentais. Esse ai, chamado “A Cama na Varanda“, da Regina Navarro, faz parte daqueles que eu RECOMENDO e muito para todas as pessoas interessadas em Sexo e Relacionamentos (meu caso). Tanto que, entre vários títulos que irá para a “bibliografia” do meu próximo livro, este é um deles. Ja li e estou relendo. Assim como “O Mito da Monogamia” de David Barash e Judith Eve Lipton, “Amor e Sexo” e também o “Uma história de Amor com Final Feliz” ambos de Flávio Gikovate. Entre outros.

 

Literatura LGBT